quarta-feira, 18 de março de 2009

- Muito Além do Cidadão Kane -

O Big Brother está de olho em você!

Não! Este não é um post sobre o reality show Big Brother Brasil... se você achou que era sobre isto, sinto dizer, mas você veio ao lugar errado! Inclusive, hoje descobri que existe uma infinidade de blogs que se ocupam disto... quanta criatividade!!! Mas, se você quer saber sobre o histórico de manipulação da Rede Globo, notícias tendenciosas e toda as táticas para induzir seus telespectadores, aí a história é diferente... aqui é o seu lugar!

Hoje falaremos do documentário "Muito Além do Cidadão Kane" (Beyond Citizen Kane) feito pela TV inglesa Channel Four sobre Roberto Marinho e o seu império brasileiro das telecomunicações, que se tornou uma grande pedra no seu sapato. Produzido em 1993, o documentário mira sua críticas ao ex-presidente e fundador da Rede Globo, Roberto Marinho, fazendo uma comparação com Charles Foster Kane, personagem do filme Cidadão Kane de Orson Welles, que conta a trajetória de um magnata da comunicação nos Estados Unidos. O personagem de Cidadão Kane foi baseado em William Randolph Hearst, proprietário de vários jornais, revistas, cadeias de rádio e uma produtora de cinema, além de ser conhecido também como o precursor da chamada "imprensa marrom". Segundo o documentário, a Globo emprega a mesma manipulação grosseira de notícias para influenciar a opinião pública como fazia Kane no filme.

O documentário cita fatos importantes envolvendo a Rede Globo, desde sua fundação através da parceria ilegal com grupo americano Time-Life, o apoio à ditadura militar, a manipulação das informações para privilegiar o então candidato Collor nas eleições para presidente em 1989, entre outras situações. Em Muito Além do Cidadão Kane, diversas personalidades fazem seus depoimentos como o cantor Chico Buarque, o político Leonel Brizola, o publicitário Washington Olivetto e o atual presidente, Luís Inácio Lula da Silva. Quando o documentário ficou pronto para ser exibido no Reino Unido, a Rede Globo fez o possível para impedir sua exibição por lá através das leis britânicas, o que fez a transmissão ser adiada em 1 ano.

Sua primeira exibição pública no Brasil foi em março de 1994, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM-RJ), mas um dia antes da estréia, a Polícia Militar recebeu uma ordem judicial para apreender cartazes e a cópia do filme, ameaçando, em caso de desobediência, multar a administração do MAM-RJ. O secretário de cultura acabou sendo despedido três dias depois. O filme ainda seria exibido ilegalmente durante os anos 90 em universidades e a partir do ano 2000, foi amplamente divulgado com a popularização da internet. A Rede Globo ainda tentou comprar os direitos de exibição do programa no Brasil, provavelmente para tentar impedir sua exibição. Entretanto, antes de morrer, Simon Hartog (o diretor do documentário) tinha feito antes de falecer um acordo com organizações brasileiras para que os direitos de exibição do documentário não caíssem nas mãos da Globo, a fim de que pudesse ser amplamente conhecido tanto por organizações políticas quanto culturais. Sabendo disso, a Globo perdeu o interesse em comprar o filme (orientada pelos seus advogados), mas até hoje uma decisão judicial proíbe a exibição de Beyond Citizen Kane no Brasil.

O incômodo criado pelo documentário é visivelmente notado no site Memória Globo, da própria emissora, onde destacam-se justamente os eventos negativos que foram focados em Muito Além do Cidadão Kane, quase como uma forma de se justificar (ou de colocar em descrédito) o que foi abordado, como as eleições de 89 (tendenciosamente apoiando o candidato Collor), os eventos sobre as Diretas Já de 84 (ignorada pela emissora na época), a tentativa de fraude nas eleições do Rio de Janeiro em 82 (onde a Globo informou dados alterados das pesquisas visando favorecer o candidato da ditadura), entre outras. Um dos entrevistados no documentário comenta com lucidez o poder político que a emissora tem, por tratar os assuntos sempre com a visão governista da situação. Também pudera... os políticos mais poderosos do país tem ligações estreitas com a Globo, como é o caso de ACM na Bahia (a família é a dona da Rede Bahia e filiadas), Sarney (a família é a dona de emissora filiada no Maranhão), assim como tantos outros políticos.

A abertura do documentário:
Caso não consiga assistir, clique aqui.

Recentemente a emissora cearense TV Diário, filiada e dos mesmo proprietários da TV Verdes Mares que, por sua vez é filiada à Rede Globo, teve interrompido o seu sinal via satélite desde o dia 25 de fevereiro, tendo o seu sinal restrito apenas ao Estado do Ceará. Blogs e sites especializados, diretamente apontam a Rede Globo de Televisão como a principal responsável pelo interrompimento do sinal. “A TV Diário corria na contramão dos interesses obscuros da Rede Globo”, publicou o blog Vi o Mundo, do jornalista Luiz Carlos Azenha. A TV Diário tem como principal característica mostrar a região nordestina com uma linguagem coloquial desviando do foco pré-adquirido por outras emissoras do País, utilizando-se de irreverência e uma didática inovadora e diferente.

E sobre o título do post, para os que não sabem, Big Brother é o nome dado ao ditador do filme 1984 (já comentado anteriormente no Arte de Quem), adaptado do livro de George Orwell sobre uma sociedade pós guerra atômica, em que seus cidadãos são totalmente manipulados por um regime totalitário que considera as emoções ilegais, além de vigiar a todos através de câmeras espalhadas em todos os ambientes. Daí veio o nome do programa... muito irônico a Rede Globo batizar assim o seu reality show!

Parte (editada) do documentário sobre a manipulação "global":

video

E para aqueles que se interessaram pelo filme, assistam ele (inteirinho) online aqui ou, se quiser, baixem o documentário: Parte 01, Parte 02, Parte 03 e Parte 04 [Tamanho: 327 mb (total) - Formato: RMVB]

Créditos do Download: Fórum F.A.R.R.A.

• Fontes: Wikipédia, Jornal O Estado e Blog Vi o Mundo.

10 comentários:

  1. Edu, boa noite!
    Tô aqui, me lembrando do grande Briza, com aquele seu sotaque gaúcho, repetindo: "É a Globo, companheiro! É a Globo!" Rssss.
    Digo "grande Briza" porque Leonel de Moura Brizola peitou os inimigos da democracia quando tentaram impedir a entrada do então vice-presidente João Goulart no Brasil. Era a chamada "Campanha da Legalidade" que permitiu que Jango assumisse a Presidência da República no lugar do malfadado Jânio Quadros(aquele das "forças ocultas), de triste memória. Como no livro "1984" de George Orwel, o Brasil, via mídia (Rede Globo etc. e tal) vem tentando e, infelizmente, conseguindo, apagar a Verdadeira Memória do nosso país. Já ouvi falar nesse documentário e também assisti o filme Cidadão Kane, obra-prima de Orson Wells que, por sinal, muitas Obras de altíssimo nível nos legou.
    Tem muita, muita carne embaixo desse angu...
    Quanto aos "meus recadinhos", não tem jeito, amigo, tem gente que pede!Rssss.

    ResponderExcluir
  2. Ainda volto aqui amanhã, vou ver com calma e grande interesse, esse vídeo. Beijosss

    (até o Clô andou falando nisso, sabia?)

    ResponderExcluir
  3. Êta povo medroso!
    Será que o último homem do Brasil foi o Clodovil?
    Juro, fiz "jornalismo estudantil" em plena ditadura, fui alertada por um professor; casei-me com um homem que teve a faculdade invadida e um colega morto e...NUNCA, NUNCA TIVE MEDO DE NADA!
    Há alguns anos atrás, quando um dos filhos do Che Guevara(Camilo), esteve no Brasil, uma amiga me convidou para irmos assistir sua palestra na UERJ. Fui e fui de blusa vermelha. Devo ter sido fichada por todos os órgãos de deduragem do mundo, rssss.
    Gente, ninguém morre de véspera! Só o coitado do peru!
    Malcriado querido, minha conexão está muito lenta, mas vi o comecinho do vídeo, vou ficar vendo aos pouquinhos e, se não te aborrecer demais, faço um comentariozinho assim que terminar de vê-lo, se bem que, para quem viveu tudo isso ao vivo e a cores, nada mais é novidade.
    Que saudade do Pasquim!!!Bjsss

    ResponderExcluir
  4. Respondendo...

    Vanuza: Minha filha... quem manda aqui é você! Pode colocar quantos comentários você quiser. rs
    Quando vi esse documentário, fiquei de boca aberta com as maracutaias que a Globo faz para levar vantagem, isso ainda hoje. Tem muita coisa ainda que eu queria colocar neste post, que só não coloquei porque ficaria quilométrico, como por exemplo, o fato do Sarney ter distribuído concessões de TV para meio mundo (a grande maioria políticos, inclusive em benefício dele próprio). Como disse outro dia o jornal The Economist sobre a eleição de Sarney como presidente da câmara, o Brasil deu um passo pra trás elegendo um senhor feudal.

    Concordo plenamente com você sobre "nós", brasileiros bunda-moles que, com a feliz exceção de uma pequena minoria, aceita tudo de braços cruzados. Tem que botar o dedo na cara mesmo, quando as coisas estão erradas!

    Eu troquei o vídeo do começo do documentário e coloquei um mais leve, porque tb, o principal é o segundo vídeo onde é esmiuçada as pisadas de bola mais famosas da emissora.

    Você é sempre bem-vinda, minha cara...

    Bjão!

    ResponderExcluir
  5. corrigindo: Sarney é o presidente do Senado... foi a pressa!!!

    ResponderExcluir
  6. Meu Amigo, vou te contar, hein? Graças a Deus mesmo, posso dizer-lhe que tenho orgulho (no melhor dos sentidos) de poder ter Pessoas como você ao nosso lado, compartilhando, não que tenha que ser das mesmas idéias, mas de um Ideal Maior: a construção de uma Nação Soberana, Livre, Melhor para todos.
    O seu comentário lá no nosso espaço me tocou muito e tem a ver com Deus, mas um Deus Justo que há de cobrar desses detratores da nossa sofrida Pátria todo o mal, toda a fome e miséria a que submetem os nossos velhinhos e crianças. Andei vendo também o filme que você recomendou no post anterior ("Quem quer ser um Milionário"); uma infâmia, uma vergonha para a tal humanidade aquilo ainda acontecer. Outro muito bom nessa linha é o "Ônibus 174" (esse o número?Sempre me esqueço).
    Deixa estar, Edu! A crise taí mesmo e a mendicância também avança nos USA...fomos nós que a quisemos? Que a pedimos? Estão pensando "eles" que destruindo o Planeta e seus líderes vão ficar numa boa? Até quando?
    Bem, Amigo, procure ver o filme sobre o qual falei e, com a Sinceridade que o caracteriza, diga-nos se valeu ou não a pena.
    Muito Respeito e Carinho pelo seu trabalho, acredite!!!Bjsss

    ResponderExcluir
  7. Vanuza: Pois é... mas aconteceu mesmo e até hoje me lembro com nitidez da cena. Existem muitos problemas e, com certeza, motivações que nem sequer imaginamos. E quem somos nós pra mudar o mundo, se ninguém perguntou para o mundo se ele quer mesmo ser mudado! rs

    Sobre o filme, preciso vê-lo primeiro pra falar dele. O problema é achar o danado!! Estou planejando falar de um filme no próximo post que será um chute na canela (e com aquelas antigas botas ortopédicas) da Santa Igreja do Vaticano. Sei que é um trabalho de para-raio, mas acho que é um assunto bem atual, com aquela novela toda da excomungação da menina estuprada!

    Bjão!

    ResponderExcluir
  8. Manda vê, Edu!

    Tamos aí, na área, e se nos derrubarem, é pênalti!

    Tô ansiosa pra ler e saiba, sou "especilaista" em arrancar espinho...vamu nessa!Rssss

    Uma ótima tarde, amigão!!!Bjsss

    ResponderExcluir
  9. Este texto valeu!
    E nem me fale neste Globo manipuladora, na verdade acredito que comanda cartéis.
    beijossssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  10. Bem vou falar de apenas uma tramóia. Na chacina da Candelária, a Globo fez um Globo REporter em duas partes. A primeira inocentava indiretamente o envolvimento da PM ao apresentar o Batalhão de Bombeiros da PM carioca, a face útil da corporação. Na segunda parte transformou os meninos em individuos que teriam escolhido morar na rua e responsáveis pela sua sorte.

    Mas o que mais dói é que a nossa "inteligensia" é subserviente à oligarquias locais e quer somente discutir sobre USA e Europa. TEmos o povo que merecemos, aliás acho que nem povo temos, pois ainda tarda o dia que esse país será uma nação. As coisas estão mudando, mas com passos de formiga...
    Não tô com saco pra desfiar esse rosário hoje.

    ResponderExcluir