quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Câmera lenta

O mundo sob uma ótica diferente

No último post sobre a gripe suína, foi mostrado aqui um vídeo interessantíssimo sobre os efeitos de um espirro filmado em câmera ultra lenta, demonstrando (de um jeito um tanto polêmico) que os bons modos de colocar as mãos na frente do rosto durante o espirro pode proteger as outras pessoas das gotículas que podem ser espalhadas pelo ambiente. Aproveitando a deixa do vídeo deste post anterior, hoje vamos explorar um pouco mais deste mundo dos vídeos filmados em câmera ultra lenta com quatro vídeos muito loucos!!!

É claro que nem tudo fica interessante filmado assim, mas certas coisas banais do dia a dia ganham outras perspectivas, muito mais dramáticas e curiosas como as que são mostradas nos vídeos a seguir. Um deles mostra um tapa dado na cara de um voluntário (coitado!) que é realmente muito curioso e nos faz pensar sobre a elasticidade e flexibilidade do nosso corpo.


Caso não consiga ver o vídeo, clique aqui!

O próximo vídeo são vários objetos (um ovo, um copo de leite, uma maçã, uma embalagem de catchup, uma garrafa d'água e uma melancia) filmados em câmera lenta enquanto são atingidos por uma bala de revolver.


Caso não consiga ver o vídeo, clique aqui!

E o último vídeo mostra algumas cenas filmadas do mesmo modo, captando detalhes que não conseguiríamos perceber em velocidade normal, como foi nos vídeos anteriores.


Caso não consiga ver o vídeo, clique aqui!

E para fechar o post com chave de ouro, vamos ao outro extremo, num vídeo de velocidade acelerada que filmou a formação de nuvens sobre a cidade de Belo Horizonte (MG). Até parece um clipe do Pink Floyd. Vendo os vídeos, acho que ainda prefiro o ritmo normal da gente mesmo... Divirtam-se!


Caso não consiga ver o vídeo, clique aqui!

Um comentário:

  1. Gostar de ser um observador da vida é virtude.
    Muito bacana!

    ResponderExcluir