segunda-feira, 8 de setembro de 2008

- Documentário - Ilha das Flores -

Ilha das Flores

Hoje vamos fazer um pouquinho diferente. Geralmente no Arte de Quem postamos o trailer de um filme com um comentário sobre o que ele trata, suas curiosidades, etc. Hoje vai o próprio documentário.

Ilha das Flores é um documentário brasileiro em curta metragem (por volta de 12 minutos), escrito e dirigido pelo cineasta Jorge Furtado de 1989, com produção da Casa de Cinema de Porto Alegre. Ilha das Flores na verdade é uma ilha em Porto Alegre que serve de lixão. O filme, com um humor ácido e linguagem quase científica, faz uma ligação de diversos fatores que no final, chegam a uma triste realidade de desigualdade social que geralmente acontece na Ilha das Flores. (ou acontecia, não sei). Vencedor de diversos prêmios, houve alguma polêmica com este filme por mostrar num dos enunciados iniciais a frase "Deus não existe".

É muito interessante e vale a pena ver.


video

PS: Para baixar o filme, clique aqui!

4 comentários:

  1. Amigo, não consigo comentar seu post às 3 da manhã, sorry. Vc sabe que eu estava prestes a fechar o meu Blog, devido a línguas maledicentes, e só não o fiz porque recebi a solidariedade dos amigos, inclusive a sua. De quebra, fiz novo post, mais ousado. Apareça, querido, vc será muito benvindo.
    wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
    Um beijo,
    Renata
    Tem obra sua lá

    ResponderExcluir
  2. ...E o nome é ilha das flores?
    Pena, pareçe que a pátria amada já não é tão amada assim
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Eu vi esse documentário quando saiu e me lembro de que na época gostei muito.
    Como muitos me incentivaram a não fechar o Blog, resolvi ficar não sei até quando. Postei hj, o post é um pouco maior do que de costume porque no fim enchi de flores. Que cada qual pegue a sua e a leve de lembrança.
    Um abraço,
    Renata
    wwwrenatacordeiro.blogspot.com
    PS: Meu amigo vc está representado lá com a sua nova obra.

    ResponderExcluir
  4. Vi o filme de uma ponta à outra!
    Era bom que mais denúncias fossem feitas dentro deste género...fez-me lembrar um documentário que vi cá em Portugal sobre os pobres que vão aos contentores apanhar restos de supermercados...sabe qual foi a medida adoptada pelas grandes superfícies comerciais? Passaram a regar com lixívia todas as embalagens deitadas nos contentores...a minha indignação não tem tamanho! Não pode ter! Não consigo olhar para toda esta desgraça humana...

    Não me venham com a desculpa do vil dinheiro...é a vil sociedade, a vil política, o vil governo...a vil máquina do Ter e do Poder...


    Quantas dermes terei que despir desta desumanização?

    Abraço de peito aberto


    BIA

    ResponderExcluir